SUPERVISÃO CLÍNICA PARA PSICÓLOGOS

image%20(8)_edited.jpg

A supervisão de casos clínicos é considerada um dos pilares basilares da formação de um psicólogo/psicoterapeuta. A supervisão é dirigida a Psicólogos que pretendam uma atualização dos seus conhecimentos teóricos e práticos, de modo a que no exercício das suas funções responda mais adequadamente aos casos clínicos que acompanham.

Trata-se de um espaço de ensino e aprendizagem caracterizado por uma relação humana que possibilita o aprofundamento do conhecimento pessoal e das qualidades terapêuticas através da análise de material clínico sobre os pacientes com vista à compreensão mais aprofundada do caso e ao desbloqueio e manejo de situações no processo terapêutico.

Esta ferramenta de trabalho, para além do supramencionado,  assenta igualmente na análise e discussão de exercícios experienciais, bibliografia aconselhada, dinamização de role-plays ou apresentação de interações em contexto real de sessão.

A supervisão em grupo possibilita ouvir os casos apresentados por outros profissionais, possibilitando uma discussão e reflexão conjunta sobre a forma como estão a ser geridos os processos clínicos.

O modelo de supervisão desenvolvido pela ForYourMind é baseado 

ainda numa intervenção de carácter integrativo, complementar ao trabalho desenvolvido nas diversas abordagens teóricas dos estudantes e psicólogos que nos procuram.

 

Objetivos gerais:
- Aprofundar conhecimentos teóricos e práticos sobre intervenção em psicologia clínica;
- Promover o desenvolvimento de competências práticas de avaliação e intervenção;
- Refletir e aprofundar estratégias alternativas a implementar na avaliação e/ou intervenção;
- Desenvolver o raciocínio clínico;
- Acompanhar o processo de diagnóstico (levantamento de hipóteses clínicas) e a evolução dos casos apresentados (feedback);
- Promover a postura do terapeuta em consultório, instituições públicas e privadas, escolas, entre outras,  alinhando-o o mais possível ao código de ética e deontologia profissional;
- Contribuir para um processo de construção da identidade profissional;
- Criar um espaço de partilha das dificuldades e dos sucessos individuais ou do grupo;
- Promover o desenvolvimento pessoal e do autoconhecimento;
- Empoderar  o profissional no exercício das suas funções.


SUPERVISÃO INDIVIDUAL

SUPERVISÃO GRUPO